Estratégia com propósito

No momento de empreender muitos pensam no que desejam criar ou como criar determinado projeto. Um passo importante no empreendedorismo é entender como criar uma empresa que possui um propósito.

 

Uma organização sem propósito é o mesmo que um pulmão sem oxigênio: não tem fôlego. Se não existir uma razão pela qual vale a pena lutar, no primeiro mergulho em apneia, ou seja, na primeira dificuldade encontrada, a empresa se desespera. Enquanto aquelas que estão certas do seu porquê existencial, passam também por crises, mas elas possuem um norte para onde seguir. Sendo assim, as decisões são tomadas de forma mais fácil, mais orgânica.

 

As pessoas vivem propósitos. Sejam eles bons ou ruins, dignos ou não, mas é isso que baseia as vidas humanas e dão sentido. Como poderia ser diferente para os organismos organizacionais, posto que, são formados por pessoas?

 

Gandhi diante de toda adversidade foi firme em suas decisões e liderou um grande movimento. Como teria feito isso se não estivesse alinhado a um propósito maior? Quem o seguiria se seu propósito fosse engrandecer o próprio nome?

 

Agora, por que as pessoas devem então se relacionar com empresas que só querem lucro? Quem gosta de se relacionar com empresas/pessoas que só pensam no próprio bem-estar? Se as empresas desejam ser de fato relevantes, é vital que elas tenham e vivam claramente seu propósito, afinal, de nada vale só falar.

 

Após a empresa identificar qual é o seu propósito, qual a sua razão de existir, o desenvolvimento da estratégia deverá seguir a mesma linha e a estratégia será o caminho para atingir esse propósito.

 

Simplificando, se o propósito da Disney é encantar pessoas, a sua estratégia será tornar cada detalhe de seus parques temáticos algo incrível, para que seus visitantes sejam envolvidos em um ambiente mágico e passem a acreditar também no que a empresa defende “Where Dreams Come True” – “Onde Sonhos Se Tornam Realidade”.

 

Do mesmo modo, se sua empresa encontra que o propósito dela é reduzir o tempo que as pessoas gastam com no trânsito, a sua estratégia seria desenvolver um app que mostre o caminho que está mais livre para chegar de um ponto a outro. Foi isso que o Waze fez.

 

Ou sua empresa pode perceber que as pessoas estão gastando muito dinheiro para ter seus próprios carros, IPVA, combustível, estacionamento, manutenção. E mais, ela pode notar que as alternativas a questão de ter o próprio carro não são plenamente satisfatórias. Tendo em vista que o transporte público não é de qualidade e que muitos táxis não tratam bem seus passageiros. Logo, a solução que sua empresa pode oferecer seria o Uber.

 

A identificação do propósito está totalmente ligada a identificação de qual problema a empresa deseja resolver, como ela quer ser útil para seus clientes. A estratégia com propósito servirá para direcionar o como ela tornará sua oferta de valor, sua criação de valor e sua captação de valor uma realidade.

Redes sociais como forma de fortalecer sua loja virtual

ENTENDA COMO REDES SOCIAIS PODEM AJUDAR SUA LOJA VIRTUAL.

Brasileiros são conhecidos por serem um povo que recebe bem os visitantes e são sempre bem relacionados. Diante disso as redes sociais na terra tupiniquim não poderia ter uma aparência diferente. Mas e como isso pode ajudar sua loja virtual?

Os brasileiros são apaixonados pelas redes online e gastam 650 horas por mês (Fonte: Digital Fute Focus 2015).

Desde de os primórdios

Toda essa força nas redes sociais não é novidade, desde a época do falecido Orkut – que a internet o tenha- já éramos conhecidos por termos o maior número de usuários cadastrados e por representarmos um engajamento enorme.

Usando a rede a seu favor.

Se você já tem conhecimento dessas informações, você já deve ter percebido que essa é uma ótima oportunidade de contato com seu clientes atuais e potenciais.

Entende também porque é importante SER AMIGO DO SEU CLIENTE ANTES DELE SER SEU CLIENTE.

O Facebook, Instagram e outras plataformas permitem que você se relacione com o público de forma dinâmica e que atenda às necessidades de ambas as partes. A empresa consegue ter clareza para comunicar seus benefícios e os clientes podem ter rápido atendimento para tirar suas eventuais dúvidas.

Em 2015 os brasileiros interagiram 2,9 bilhões de vezes com conteúdo postado por empresas no Facebook, Instagram e Twitter. (Fonte: comScore). Ou seja, o público responde sim as interações e se envolve com as empresas.

Divulgação de produtos

E é claro: divulgação de produtos. Esse é um ótimo motivo para você desenvolver uma rede social para sua loja virtual. Afinal de contas, se você vende produtos online, nada melhor do que se relacionar com o público e ofertar diretamente online.

As plataformas sociais oferecem ótimos filtros que permitem você direcionar cada tipo de anúncio para cada tipo de público. Essas ferramentas permitem se comunicar com o público certo e no momento adequado.

Além das formas de investimento em redes sociais, conheça também 5 razões simples para investir no Google AdWords.

 

conheca-portal-do-ecommerce

Desenvolvo uma estratégia sozinho ou contrato uma empresa?

DESENVOLVO UMA ESTRATÉGIA SOZINHO OU CONTRATO UMA EMPRESA PARA ME AUXILIAR?

Está começando a desenvolver sua estratégia e tem tido dúvidas se deve contratar um profissional para auxilia-lo ou se deve seguir sozinho? Pois bem, aqui vão algumas dicas para te ajudar nesse tomada de decisão.

1. Você conhece plenamente o mercado no qual está entrando?

O primeiro ponto é avaliar quais são e como são seus conhecimentos a respeito do mercado no qual você deseja se inserir. Se você ainda não possui grandes conhecimentos nessa área, é bem provável que contratar um profissional que já tenha conhecimento a respeito do assunto vá te poupar um bom tempo e, consequentemente, um bom dinheiro que você gastaria errando e aprendendo coisas básicas desse setor.

2. Você já empreendeu um negócio antes?

O segundo ponto é avaliar o seu perfil, qual a sua experiência? Você já teve uma empresa própria? Ou sempre teve carteira assinada e agora deseja criar o próprio negócio?
Tenha certeza: existem diferenças maiores que um abismo em relação às duas formas de trabalho. Se você ainda está se adaptando a vida de empreendedor, um profissional como um coaching poderá te auxiliar nessa transição pessoal. Assim como um profissional para desenvolver sua estratégia de negócio poderá ser muito útil para que seu negócio tenha uma estruturação e desenvolvimento consistentes.
conheca-portal-do-ecommerce