Relacionamento com o cliente online: 4 dicas para seu ecommerce

Gerenciar um ecommerce é um desafio diário para muitas empresas. Um dos aspectos que precisa ter a atenção redobrada é o de se ter um bom relacionamento com o cliente online.

Como no e-commerce não existem vendedores, os lojistas precisam criar meios para a comunicação com os consumidores. Neste artigo preparamos 4 dicas sobre como manter um bom relacionamento entre os clientes e a loja virtual. Acompanhe!

1. Ofereça diferentes canais de atendimento ao cliente

Uma forma bem interessante de estreitar o relacionamento entre a loja virtual e o cliente é a utilização de diferentes canais de comunicação.

Chat

Preferencialmente, é aconselhável ter um chat na própria plataforma do e-commerce. Esse meio de comunicação, ajudará na experiência do usuáriocom sua loja, já que é fácil e rápido acessar a ferramenta.

Os chats também podem ser feitos por meio das redes sociais, já que o consumidor poderá ter mais informações e de maneira mais rápida sobre uma publicação de uma oferta, por exemplo.

Redes Sociais

E por falar em redes sociais, elas são uma boa fonte para entender o que os consumidores procuram nos e-commerces. A interação entre marca e cliente deve ser feita de maneira humanizada, já que os usuários têm preferido esse tipo de interação.

E-mail

Um contato mais pessoal é o envio de e-mails aos clientes com informações exclusivas, ou seja, benefícios que só eles poderão usufruir. Isso deixará o cliente com a sensação de ser VIP, melhorando ou mantendo a imagem que tinha da sua loja.

Porém, evite enviar conteúdo sem a autorização do cliente, para que seu material não vá para a caixa de spam.

Veja também:

crm no ecommerce

Como fazer uma Gestão de CRM eficiente no Ecommerce

2. Envie e-mails transacionais

Como vimos, o envio de e-mails é uma maneira mais pessoal de se comunicar com os clientes. Deixar o consumidor o mais atualizado possível é importante para que se mantenha o bom relacionamento.

Imagine que o cliente comprou um produto com frete grátis. A ansiedade de recebê-lo o quanto antes é grande. Quanto mais informações o cliente tiver sobre as etapas, desde a compra até a entrega, melhor será. E quanto mais informações forem repassadas para o consumidor, diminuirá a desconfiança com sua marca e surgimento de novas dúvidas.

A maioria dos serviços de entrega já disponibilizam essa comodidade para os lojistas, sendo necessário apenas fazer a integração entre os sistemas.

3. Estreite o relacionamento com o cliente online por meio de programas de benefícios

Oferecer condições especiais para os clientes ajuda a fortalecer a relação entre ambas as partes. Descontos na primeira compra ou vantagens exclusivas para os assinantes são algumas das vantagens que podem ser oferecidas ao consumidor.

Esse tipo de serviço pode ser uma alternativa para fidelizar ou atrair novos clientes, já que sua loja terá, dessa forma, algumas vantagens diante da concorrência.

Veja também:

automação de marketing

Automação de marketing para Ecommerce: 5 coisas que você precisa saber

4. Tenha em seu e-commerce uma página de perguntas frequentes

Dedique uma página exclusiva para as perguntas mais frequentes dos consumidores. Isso mostrará que sua loja está realmente preocupada em solucionar as dúvidas de maneira rápida, sem que o cliente precise recorrer ao SAC.

Existem algumas formas que auxiliam na verificação das dúvidas mais frequentes:

  • e-mail: podem ser enviados formulários com pesquisa de satisfação;
  • redes sociais: pode ser feito o monitoramento de todas as mensagens que envolvam seu e-commerce;
  • SAC: a própria equipe de atendimento poderá fornecer uma lista com as perguntas mais frequentes;
  • buscadores: por meio dos resultados das pesquisas por palavras-chave.

Ao definir quais são as perguntas mais frequentes que seus consumidores têm, respondê-las de maneira direta e clara é o recomendado. Organize-as por tópicos, como: tempo médio das entregas, politica de troca de produtos etc.

Vivemos uma era em que a comunicação não é mais de via única. Os consumidores querem ser ouvidos, e a sensação de pertencimento nunca foi tão cultuada entre as pessoas. O relacionamento com o cliente online é muito mais amplo, por isso é importante atentar-se a esse aspecto, pois são os consumidores que dão forma para a sua loja virtual.

Se você gostou das nossas dicas, assine nossa newsletter e fique informado sobre todas as novidades do nosso blog!

Veja também:

quanto tempo as pessoas levam para fazer compras online

Você sabe quanto tempo as pessoas levam para fazer compras online?

 

Artigo publicado originalmente em nosso Portal do Ecommerce.

Aumentar Vendas: 5 formas SEM aumentar o investimento

Quer vender mais, mas acabou a verba. Como aumentar as vendas?

Como aumentar vendas é o desejo de todos. Mas como fazer isso se você não tem grana para atrair mais público? Seria isso possível? Sim! Existem estratégias que podem te ajudar a sair dessa situação.

É o seu caso?

Você já consegue atrair público para sua loja virtual. Já até consegue fazer vendas. Mas as vendas ainda são baixas e você não tem mais dinheiro para investir em ganhar mais público novo? Esse texto é para você! Vamos falar de 5 formas para aumentar vendas da loja virtual sem aumentar o investimento.

Essas 5 estratégias são utilizadas pelas grandes varejistas e podem ser aplicadas por você também. Algumas funções que vou apresentar aqui já fazem parte de algumas plataformas, outras você pode adaptar ao seu modo.

1. Cross-selling

A primeira forma é a famosa “venda casada” – só que com um nome mais bonito.

Utilizar o Cross-selling permite que você aumente o ticket médio das vendas em sua loja. Por exemplo, se uma pessoa coloca em seu carrinho uma chuteira, você oferece uma bola ou um meião.

Essa estratégia significa que você otimiza o custo de aquisição, afinal, o custo para trazer o cliente para o site continua o mesmo. Porém, a rentabilidade desse cliente aumenta a partir do momento que ele compra mais de um item.

2. Cupom recompra

Para fazer valer o “volte sempre!”

A pessoa já se tornou um cliente, comprou um item seu e agora poderá experimentar da sua qualidade e até falar para outros futuros clientes sobre sua marca. Por que não aproveitar que ela acabou de receber um produto seu e dar um incentivo para que ela faça uma próxima compra?

Envie junto com o produto um cupom de desconto exclusivo. Você pode enviar por e-mail também. Mas sugiro esperar o produto ser entregue. Se o cliente acabou de comprar, ainda nem recebeu o item, pode parecer grosseiro e forçar demais a barra já tentar outra venda.

Além disso, depois de receber o produto o cliente estará feliz com a chegada do item e poderá comprar outro por impulso.

O cupom pode ser para um produto complementar ao que ela acabou de comprar. Ou pode deixar ele livre para escolher o que comprar. Talvez ele use para uma compra que ela já está há um tempo adiando, mas, como agora recebeu um desconto, dará preferência para sua loja.

É mais fácil incentivar alguém que já comprou um item, a comprar novamente, do que ter que conquistar um novo comprador que nem conhece sua marca. Essa recompra ajuda muito a aumentar vendas e não custa muito menos que um novo cliente.

3. Up-selling

Vender um produto acima

O cliente chegou na sua loja virtual, colocou no carrinho o item que vai comprar. É um item básico e da linha mais simples. Que tal oferecer um produto um pouco acima? Muitas vezes esse produto um pouco mais caro, pode ser muito melhor que o outro e atender melhor as necessidades do cliente.

Além disso, um produto mais caro e pode ter uma margem maior. Com isso sofrerá menos impacto dos custos que você teve para o cliente chegar na sua loja. Por exemplo, custo do anúncio no Google AdWords.

O Up-selling é uma boa estratégia, porém nem sempre a plataforma já terá isso disponível. Para adaptar caso a plataforma não disponibilize isso, sugiro somar essa estratégia com a do cupom de recompra. Assim você vai oferecer um cupom para a compra de um item acima ao já comprado. Também pode oferecer um desconto maior se o cliente fizer uma compra mais cara.

4. Looks

Ótimo para moda e decoração

Muitas vezes o público pode ficar em dúvida se um produto exibido sozinho ficará bom ou não. Então por que não exibir um produto contextualizado?

Coloque uma modelo utilizando algumas peças que combinam e de a opção da pessoa comprar o look completo. Assim ela saberá exatamente como ficará a combinação das roupas.

Para decoração, decore um ambiente e de a opção do público comprar as peças juntas. Pode até incentivar com um desconto caso compre o conjunto ou mais de um item. Fica mais fácil do cliente comprar quando ele tem a perspectiva visual de como aqueles móveis ficarão no ambiente.

5.”Quem viu este, viu também”

Pessoas têm interesses semelhantes.

Por mais diferentes que sejam as pessoas, elas continuam tendo pontos em comum e necessidades em comum. Se alguém buscou em sua loja um item e depois buscou outro, pode ser que outras pessoas repitam o mesmo caminho.

Por exemplo, um cliente busca em seu site por mesa para escritório, logo em seguida busca por cadeira para escritório. Você poderia exibir a cadeira como sugestão para os próximos que buscarem por mesas de escritório. Existem plataformas já fazem isso automaticamente.

Utilizar essa função pode permitir descobrir interesses em comum que poderiam não parecer tão óbvios, como a relação entre mesas de escritório e quadros decorativos.

Aumentar vendas

O aumento de vendas é sempre resultado de um bom planejamento. Análise as 5 estratégias e comece a testar quais podem se encaixar mais no seu negócio. Essas 5 formas de como aumentar vendas são práticas e podem ajudar muito quando a grana está curta.

Espero que tenha gostado do texto! Comente aqui embaixo o que achou. Fico à disposição para qualquer dúvida que você tiver 🙂

Veja também: O fundamental para um Facebook que atraia clientes para loja virtual

Esse artigo foi publicado originalmente no Portal do Ecommerce.

 

Quer criar ou melhorar sua loja virtual?

4 informações essenciais sobre embalagens para ecommerce

Embalagem para ecommerce: se você pensa que o modo como as mercadorias chegam até o consumidor não é um fator a considerar em relação à experiência de compra, é melhor pensar de novo!

Afinal, as embalagens não se resumem apenas a uma caixinha bonita — muito pelo contrário. Elas são de extrema importância para garantir a integridade dos produtos e passar uma boa impressão ao cliente.

Por isso, se você está pensando em abrir uma loja virtual, não perca em hipótese alguma este post que preparamos especialmente para você! Aqui, vamos apresentar três informações essenciais sobre as embalagens para e-commerce. Continue a leitura!

1. Principais materiais e média de preços

Plástico bolha

Pode ser encontrado em bobinas ou em forma de envelope:

  • bobina de 40 cm x 100 m (R$ 30);
  • 100 envelopes de 28 x 21 cm (R$ 32);
  • 100 envelopes de 25 x 32 cm (R$ 36);
  • 100 envelopes de 16 x 20 cm (R$ 28).

Caixas de papelão

Em relação às caixas de papelão, consideramos os valores médios para as opções tradicionais do e-commerce:

  • 100 caixas de 17 x 11 x 4,5 cm (R$ 102);
  • 100 caixas de 17 x 15 x 6 cm (R$ 128);
  • 100 caixas de 18 x 13 x 9 cm (R$ 128);
  • 100 caixas de 27 x 18 x 9 cm (R$ 164);
  • 100 caixas de 27 x 23 x 11 cm (R$ 204);
  • 100 caixas de 28 x 14 x 8 cm (R$ 148);
  • 100 caixas de 32 x 23 x 15 cm (R$ 276);
  • 100 caixas de 35 x 26 x 6 cm (R$ R$ 204).

Entretanto, fique atento para o fato de que as personalizações farão com que os preços subam razoavelmente.

Veja também

5 dicas para calcular o frete da sua loja virtual

5 dicas para calcular o frete da loja virtual

Papel pardo/kraft

  • bobina de 80 g — 40 cm x 150 m (R$ 36);
  • bobina de  80 g — 60 cm x 150 m (R$ 63);
  • bobina de  80 g — 80 cm x 150 m (R$ 79);
  • bobina de 80 g — 100 cm x 150 m (R$ 89).

Esses são os tipos de materiais mais utilizados nas embalagens para e-commerce. Entretanto, existem ainda:

  • almofadas de ar;
  • placas de isopor;
  • papel fragmentado;
  • entre outros.

Para selar a caixa de envio, utilize fita adesiva ou gomada!

2. Empacotamento dos produtos

No que diz respeito ao empacotamento dos produtos, atente-se às dimensões. Simples assim! Para o embalo de itens mais delicados, as almofadas de ar ou as placas de isopor devem ser utilizadas para garantir sua proteção.

3. Impacto no frete

O impacto no frete é um ponto-chave. Basicamente, a tabela dos Correios e das transportadoras é precificada de acordo com o peso físico e o peso cubado. A cobrança, por sua vez, será feita pelo maior valor entre os dois.

Desse modo, o tamanho das embalagens terá a mesma relevância da gramatura dos seus insumos. Tendo como exemplo as caixas de papelão, a dica é optar por tamanhos fixos e que se aproximem das dimensões dos produtos.

Veja também

Relacionamento com o cliente online: 4 dicas para seu ecommerce

Relacionamento com o cliente online: 4 dicas para seu ecommerce

4. A importância da embalagem para e-commerce

Embora sua função principal seja a segurança, o ponto a destacar, nesse caso, é que as embalagens terão um grande impacto no que se refere à conquista dos consumidores — o primeiro passo para a fidelização.

E o por que disso? A resposta: porque após adquirir um produto na internet, o primeiro contato do cliente com a sua marca será por meio da embalagem. Assim sendo, capriche nesse quesito, visando proporcionar ao seu público uma experiência agradável.

Portanto, dê uma atenção especial ao design, procurando customizações tanto para a proteção interna quanto para o fechamento externo. Esse cuidado é interessante para o ganho de credibilidade.

Além disso, a escolha da embalagem correta reduz a logística reversa, ou seja, as trocas e devoluções. Para o cliente, receber um produto danificado é uma decepção.

Gostou de conhecer nossas dicas sobre embalagem para e-commerce? Quer continuar otimizando seu negócio? Então, curta e acompanhe a nossa página do Facebook e fique por dentro dos melhores conteúdos sobre comércio eletrônico!

Veja também

política de troca

Política de Troca e Devolução da loja virtual: Conheça as Melhores Práticas

Esse conteúdo foi publicado originalmente em nosso Portal do Ecommerce.

Marcar consultas online ou por telefone? Descubra o que é melhor!

Com os crescentes impactos da transformação digital nos negócios e no comportamento do consumidor, muitas clínicas e consultórios médicos começaram a oferecer a opção de marcar consulta online. Mas, afinal, será que vale a pena implementar essa mudança para os seus pacientes?

O post de hoje tem como objetivo responder a essa pergunta, fazendo um comparativo com o bom e velho método de agendamento por telefone. Confira!

Como funciona cada método e suas diferenças

A marcação de consultas online desponta como uma tendência no mercado, no entanto, essa modernização exige uma fase de transição. É preciso entender o funcionamento das duas metodologias de marcação para analisar o que é mais adequado para o seu negócio e qual é o melhor momento para realizar a migração.

Por telefone

O procedimento tradicionalmente adotado em consultórios e clínicas é o agendamento via ligação telefônica, bem simples. Uma recepcionista ou atendente do call center informa algumas opções de horário, geralmente as datas mais próximas, e o paciente escolhe a melhor.

Sua principal vantagem é a oportunidade de o paciente tirar outras dúvidas, relativas à consulta ou aos procedimentos envolvidos.

Por outro lado, linhas ocupadas e tempo de espera elevado podem influenciar negativamente a experiência do usuário e se tornar um motivo de insatisfação, e até desistência.

Online

Já a marcação de consultas online é realizada diretamente no site da clínica, sem intermediários. Um procedimento que não leva mais do que alguns minutos, requer poucos cliques e independe de disponibilidade para o atendimento, sendo necessário apenas o acesso à Internet.

Fácil e ágil, após o preenchimento dos dados pessoais, o sistema permite que o paciente acesse a agenda do médico e escolha entre todos os horários disponíveis, conforme sua conveniência.

As principais vantagens de um sistema para marcar consulta online

Assim como as demais soluções digitais, o agendamento online oferece inúmeros benefícios, tanto para os pacientes quanto para o prestador de serviço — clínicas e médicos. Falaremos um pouco sobre os principais deles a seguir.

Redução de custos

O velho método de marcação por telefone exige uma equipe que atenda às ligações. Seja uma secretária ou um call center, com a realização dos agendamentos pela Internet, há uma boa redução dos custos com mão de obra, liberando a funcionária para atividades mais relevantes ou permitindo a redução da equipe.

Além disso, utilizando recursos como confirmação por SMS e lembretes, diminuem as faltas por esquecimento e os gastos com ligações para confirmar consultas.

Praticidade

Trata-se de mais conveniência para o paciente, que pode marcar suas consultas a qualquer hora e de qualquer lugar, por meio de diferentes dispositivos — computador, tablet ou smartphone.

Atendimento 24 horas

Ao contrário da marcação por telefone, o atendimento online fica disponível 24 horas, 7 dias por semana. Uma facilidade a mais para quem não tem tempo de tomar essas providências durante o horário comercial.

Curso Gratuito: Marketing Básico para Saúde

Inscreva-se agora aqui: https://goo.gl/g6hFhg

Integração com outros sistemas de gestão

Para o gestor, a possibilidade de integrar a agenda com outros sistemas, como financeiro e recursos humanos, também oferece mais praticidade, otimizando a rotina de trabalho.

Além disso, como os dados são preenchidos pelo próprio paciente, os cadastros são mais completos e com menos erros.

Segurança da informação

Além de informações mais precisas, os sistemas de agendamento online oferecem recursos que garantem a segurança e sigilo dos dados dos pacientes, tais como armazenamento em servidor interno ou em nuvem, criptografia e back-ups.

Adequação à era digital

Oferecendo a opção de marcar consultas online, sua marca demonstra acompanhar as inovações tecnológicas, se integrando à era digital e agregando valor ao seu produto.

Com isso, tanto clínica quanto paciente usufruem dos benefícios da modernidade, como mobilidade, acessibilidade e agilidade.

A digitalização já deixou de ser uma tendência e se tornou realidade. Dessa maneira, a opção de marcar consulta online se torna uma vantagem competitiva para as clínicas e médicos que buscam acompanhar o mercado, oferecendo o melhor atendimento aos seus pacientes.

Agora que você já conhece um pouco mais sobre o agendamento de consultas via Internet, que tal ler sobre como potencializar a sua presença online?

Baixe GRÁTIS: Ebook Como Alcançar o Sucesso Digital

Estratégias de Marketing para Profissionais da Saúde

ebook como alcançar o sucesso digital

Baixe AQUI: https://goo.gl/7GTXgV

Por que a identidade visual é tão importante para o seu consultório?

A identidade visual de um consultório não é simplesmente um desenho que vai nos materiais gráficos. Ela é um estudo de cores, tipografia e símbolos estratégicos que transmitem o conceito da marca, repassando credibilidade e confiança aos seus pacientes.

Dessa maneira, ela precisa ser feita por um profissional qualificado, porque é preciso um estudo para escolher os elementos que transmitirão a mensagem que o seu consultório deseja passar — isso contribui (e muito) para alcançar resultados satisfatórios.

Quer entender mais sobre qual é a real importância da identidade visual para os consultórios? Leia mais!

Esclarece a especialidade do seu consultório

Um logotipo profissional e bem planejado mostra aos pacientes qual é a especialidade do seu consultório. Por isso, é preciso investir em uma identidade visual que diferencie o seu negócio e, ao mesmo tempo, facilite a identificação do seu ramo de atuação pelo paciente.

Por exemplo, se você tem uma clínica odontológica focada no público adolescente, nada melhor do que investir em símbolos dentários e utilizar as cores que chamam a atenção desse público-alvo.

Transmite solidez e competência

Para que o seu consultório seja visto e lembrado, ele precisa marcar presença na vida das pessoas. Por isso, é preciso investir em um bom planejamento de comunicação.

Dessa maneira, para nortear todas as peças gráficas, é fundamental ter uma logomarca profissional para demonstrar solidez e competência — as empresas consideradas de confiança são aquelas que têm uma marca bem definida.

 

Assista também ao nosso vídeo

É um diferencial competitivo para o consultório

Quando você investe no desenvolvimento de uma identidade visual, as pessoas veem o seu consultório com mais confiança e credibilidade. Isso acontece porque o cérebro processa muito melhor as informações audiovisuais do que em um simples texto ou palavra.

Em um mercado repleto de concorrentes, é preciso apostar em recursos que possam atrair os olhares do consumidor e, sem dúvidas, essa é uma escolha de sucesso.

Uma identidade marcante faz com que as pessoas se lembrem do negócio e isso facilita e amplia a rede de indicações para amigos e familiares. Ou seja, uma logo atrativa pode ser o grande diferencial de seu consultório!

 

Baixe GRÁTIS: Ebook Como Alcançar o Sucesso Digital

Estratégias de Marketing para Profissionais da Saúde

ebook como alcançar o sucesso digital

Baixe AQUI: https://goo.gl/7GTXgV

Facilita a divulgação da marca por vários canais

Certamente você já se deparou com uma empresa que utiliza um logotipo diferente em cada material: no site, nos cartões de visita ou na assinatura de e-mail. Em geral, essa situação gera um caos mental e pode ser um ponto negativo para o negócio.

Contudo, ao contratar um profissional para desenvolver sua identidade visual, você se livra desse problema, já que ele encaminha um manual da marca — uma espécie de passo a passo para utilizá-la.

Assim, havendo necessidade de confecção de outros materiais — site, card para mídias sociais, cartazes, flyers, uniformes, receituários e assinatura de e-mail —, há a certeza de que a logo não sofrerá distorções ou alterações na cor, por exemplo.

É importante destacar que os materiais online e offline precisam manter a mesma linha, para que as pessoas identifiquem o consultório com facilidade e para que a marca ganhe expressividade no mercado.

Além disso, é essencial utilizar sua marca nas estratégias de marketing. Por exemplo, ao entregar um exame ao paciente, invista em um envelope reciclado personalizado, uma tag com papel semente e uma sacola ecológica contendo a sua logo. Essas pequenas atitudes contribuem tanto com o meio-ambiente (afinal, você deve propagar a saúde de diversas maneiras), quanto para aumentar a credibilidade do seu negócio.

Após a leitura do post, podemos concluir que para que um consultório se destaque da concorrência e consiga captar e fidelizar mais pacientes, é essencial investir em uma identidade visual profissional. Por meio de um estudo de cores, tipografia e símbolos, você conseguirá transmitir os objetivos do seu negócio, além de demonstrar  confiança e credibilidade.

Você achou este material relevante? Assine a nossa newsletter e receba o nosso conteúdo diretamente em seu e-mail!

3 dicas essenciais para aumentar sua lista de emails

Como aumentar a lista de emails, eis a questão. Dúvida comum entre boa parte dos empreendedores digitais, está aí uma das principais atividades no que se refere à atração de novas oportunidades.

Devido à importância de ter uma boa base de leads e engajada com o seu e-commerce, nada mais justo do que criar estratégias para ampliá-la. Embora não seja um trabalho fácil, há diversas maneiras para se fazer isso.

E é exatamente o que vamos abordar neste artigo. Aqui, você verá três dicas essenciais para aumentar a sua lista de emails. Está pronto? Então vamos lá!

1. Forneça conteúdos de qualidade

Ofereça conteúdos de qualidade, disponibilizando informações relacionadas ao seu nicho e que sejam relevantes para o seu público-alvo. Nesse sentido, estamos nos referindo à criação de um blog, uma ferramenta que será de grande ajuda quanto à construção da sua lista.

A dica é simples: publique conteúdos regulares (posts) e crie estratégias para fazer com que os leitores forneçam os seus emails, convidando-os a assinar a sua newsletter ou fornecendo materiais para download (e-books, infográficos, pesquisas e estudos etc.).

Para aqueles que não gostam de ler, o Vooozer é simplesmente fantástico, muito eficiente. Com ele, você estará publicando junto ao artigo em texto a sua versão em áudio: para escutá-lo é só digitar o email em um campo específico e dar um play.

Contudo, não se esqueça de que fazer por fazer não dará resultados, é preciso ter qualidade. O ideal seria contratar uma agência de marketing de conteúdo para ajudar.

2. Proporcione vantagens exclusivas em troca dos cadastros

Oferecer vantagens exclusivas em troca dos cadastros é outra maneira interessante de aumentar a sua lista de emails. Como exemplo, crie um boletim de ofertas e descontos especiais e reforce a ideia de que ele só será divulgado nesse canal.

Condições diferenciadas para a primeira compra também são uma tática muito válida, aliás bastante utilizada pelos principais e-commerces do mercado.

Enfim, as possibilidades são inúmeras — use e abuse da sua criatividade.

3. Aposte nas campanhas de indicação

Mais uma forma de fazer crescer a sua base de leads é apostando nas campanhas de indicação. E como isso pode ser feito? Criando concursos que premiam os visitantes que se inscreveram para receber os prêmios. Simples assim.

Em relação às regras para participar, exija o email e peça que eles indiquem pelo menos um amigo, no máximo três. Deixe claro quais serão os prêmios e quando serão sorteados, por exemplo.

No que diz respeito ao método a utilizar, a melhor alternativa não poderia ser outra a não ser as redes sociais. Facebook e Instagram são as principais: o Sorteador e o SorteioGram são tipos de ferramentas que auxiliarão nos processos.

Por fim, é importante falarmos sobre lista de emails comprada, o que deve ser evitado de todas as formas. Não cometa esse erro. Construa a sua base de leads de modo voluntário, ou seja, com a permissão dos usuários.

Se quiser outras informações, leia mais para saber como melhorar o relacionamento com o cliente.

5 principais erros no Google Adwords e como evitá-los

Uma das melhores ferramentas de marketing do mercado, o Google Adwords pode apresentar resultados rápidos para o seu negócio. Entretanto, é preciso saber usar os recursos dessa plataforma.

Muitos usuários cometem erros no Google Adwords, comprometendo os resultados de seus anúncios, e acabam por desistir de usá-lo em suas estratégias de marketing, abrindo mão de uma grande oportunidade de gerar receita para o seu negócio.

Pensando nisso, listamos aqui as 5 principais falhas cometidas na plataforma e o que fazer para evitá-las. Confira!

1. Não levar em conta a segmentação geográfica

Um dos segredos para o sucesso de uma campanha no Google Adwords é a segmentação do público-alvo. Afinal, se as informações inseridas levam à persona errada, os custos da campanha aumentam e o desempenho diminui.

Considerando negócios locais — como um consultório médico, por exemplo —, a segmentação geográfica é ainda mais importante. Todo anúncio tem como objetivo fazer com que o público atingido execute uma ação, no entanto, se o seu consultório fica no Rio de Janeiro, de nada adianta que a sua campanha alcance o público paulista, certo?

Não regionalizar é um erro comum, cometido muitas vezes por falta de conhecimento dessa funcionalidade. Então, ao criar um anúncio no Google Adwords, lembre-se que essa opção existe e use-a a seu favor.

2. Errar o endereço de destino

Apesar de parecer improvável, esse erro acontece com alguma frequência. Ao se interessar por determinado produto, espera-se que o link leve diretamente e a ele, sem que seja necessária uma nova busca ou ação para encontrá-lo dentro do site.

Um anúncio sobre determinado tratamento, por exemplo, deve direcionar para a página específica sobre ele, e não para a página inicial da clínica — pois, nesse caso, as chances de desistência são maiores.

Por isso, ao criar um anúncio, certifique-se de inserir o link de saída para a página exata, ou seja, sobre aquele produto ou serviço. Quanto menos cliques forem necessários, maior será a taxa de conversão.

3. Não considerar o horário dos anúncios

A princípio, você pode imaginar que o ideal é anunciar 7 dias por semana, 24 horas por dia. Para isso, no entanto, é preciso separar uma boa verba. Será que vale a pena?

O melhor a fazer é analisar o comportamento do seu consumidor na internet e mapear os horários em que ele está mais ativo. Assim você evita pagar para que seu anúncio seja mostrado quando não há ninguém interessado nele.

Em outras palavras, você economiza no orçamento, mas sem abrir mão de uma boa taxa de conversão.

4. Escolher palavras-chave de baixa qualidade

As palavras-chave são o coração de uma conta no Google Adwords. Elas são o caminho que guia o cliente até o produto ou serviço oferecido por uma empresa, além de serem um dos principais fatores de ranqueamento.

Nesse sentido, boas palavras-chave são aquelas que se relacionam com o seu nicho e representam exatamente o que está sendo anunciado. O ideal é que elas tenham duas ou mais palavras, descrevendo melhor o produto. Além disso, devem ser compatíveis com as URLs de destino.

5. Não acompanhar as métricas

Uma das maiores vantagens do marketing digital é que tudo pode ser analisado e mensurado — e utilizado na sua estratégia. O acesso a métricas detalhadas de uma campanha fornece informações valiosas para a análise do seu desempenho, como a quantidade de exibições, horários das exibições, taxa de conversão, entre outras.

Todos esses dados ajudam na identificação de falhas e na realização de mudanças que otimizem as campanhas. Justamente por isso, desperdiçá-los é um erro imenso, que pode custar caro no final.

Enfim, cometer erros no Google Adwords é bastante comum, seja por falta de conhecimento ou por desatenção a algum detalhe. Por essa razão, muitas campanhas não trazem os resultados esperados. Quando bem utilizada, por outro lado, essa ferramenta é excelente e pode ser de grande auxílio aos negócios na internet!

Gostou do post? Agora que você já sabe como evitar os principais erros, que tal conhecer as 5 razões para usar o Google Adwords?