3 dicas essenciais para aumentar sua lista de emails

Como aumentar a lista de emails, eis a questão. Dúvida comum entre boa parte dos empreendedores digitais, está aí uma das principais atividades no que se refere à atração de novas oportunidades.

Devido à importância de ter uma boa base de leads e engajada com o seu e-commerce, nada mais justo do que criar estratégias para ampliá-la. Embora não seja um trabalho fácil, há diversas maneiras para se fazer isso.

E é exatamente o que vamos abordar neste artigo. Aqui, você verá três dicas essenciais para aumentar a sua lista de emails. Está pronto? Então vamos lá!

1. Forneça conteúdos de qualidade

Ofereça conteúdos de qualidade, disponibilizando informações relacionadas ao seu nicho e que sejam relevantes para o seu público-alvo. Nesse sentido, estamos nos referindo à criação de um blog, uma ferramenta que será de grande ajuda quanto à construção da sua lista.

A dica é simples: publique conteúdos regulares (posts) e crie estratégias para fazer com que os leitores forneçam os seus emails, convidando-os a assinar a sua newsletter ou fornecendo materiais para download (e-books, infográficos, pesquisas e estudos etc.).

Para aqueles que não gostam de ler, o Vooozer é simplesmente fantástico, muito eficiente. Com ele, você estará publicando junto ao artigo em texto a sua versão em áudio: para escutá-lo é só digitar o email em um campo específico e dar um play.

Contudo, não se esqueça de que fazer por fazer não dará resultados, é preciso ter qualidade. O ideal seria contratar uma agência de marketing de conteúdo para ajudar.

2. Proporcione vantagens exclusivas em troca dos cadastros

Oferecer vantagens exclusivas em troca dos cadastros é outra maneira interessante de aumentar a sua lista de emails. Como exemplo, crie um boletim de ofertas e descontos especiais e reforce a ideia de que ele só será divulgado nesse canal.

Condições diferenciadas para a primeira compra também são uma tática muito válida, aliás bastante utilizada pelos principais e-commerces do mercado.

Enfim, as possibilidades são inúmeras — use e abuse da sua criatividade.

3. Aposte nas campanhas de indicação

Mais uma forma de fazer crescer a sua base de leads é apostando nas campanhas de indicação. E como isso pode ser feito? Criando concursos que premiam os visitantes que se inscreveram para receber os prêmios. Simples assim.

Em relação às regras para participar, exija o email e peça que eles indiquem pelo menos um amigo, no máximo três. Deixe claro quais serão os prêmios e quando serão sorteados, por exemplo.

No que diz respeito ao método a utilizar, a melhor alternativa não poderia ser outra a não ser as redes sociais. Facebook e Instagram são as principais: o Sorteador e o SorteioGram são tipos de ferramentas que auxiliarão nos processos.

Por fim, é importante falarmos sobre lista de emails comprada, o que deve ser evitado de todas as formas. Não cometa esse erro. Construa a sua base de leads de modo voluntário, ou seja, com a permissão dos usuários.

Se quiser outras informações, leia mais para saber como melhorar o relacionamento com o cliente.

5 principais erros no Google Adwords e como evitá-los

Uma das melhores ferramentas de marketing do mercado, o Google Adwords pode apresentar resultados rápidos para o seu negócio. Entretanto, é preciso saber usar os recursos dessa plataforma.

Muitos usuários cometem erros no Google Adwords, comprometendo os resultados de seus anúncios, e acabam por desistir de usá-lo em suas estratégias de marketing, abrindo mão de uma grande oportunidade de gerar receita para o seu negócio.

Pensando nisso, listamos aqui as 5 principais falhas cometidas na plataforma e o que fazer para evitá-las. Confira!

1. Não levar em conta a segmentação geográfica

Um dos segredos para o sucesso de uma campanha no Google Adwords é a segmentação do público-alvo. Afinal, se as informações inseridas levam à persona errada, os custos da campanha aumentam e o desempenho diminui.

Considerando negócios locais — como um consultório médico, por exemplo —, a segmentação geográfica é ainda mais importante. Todo anúncio tem como objetivo fazer com que o público atingido execute uma ação, no entanto, se o seu consultório fica no Rio de Janeiro, de nada adianta que a sua campanha alcance o público paulista, certo?

Não regionalizar é um erro comum, cometido muitas vezes por falta de conhecimento dessa funcionalidade. Então, ao criar um anúncio no Google Adwords, lembre-se que essa opção existe e use-a a seu favor.

2. Errar o endereço de destino

Apesar de parecer improvável, esse erro acontece com alguma frequência. Ao se interessar por determinado produto, espera-se que o link leve diretamente e a ele, sem que seja necessária uma nova busca ou ação para encontrá-lo dentro do site.

Um anúncio sobre determinado tratamento, por exemplo, deve direcionar para a página específica sobre ele, e não para a página inicial da clínica — pois, nesse caso, as chances de desistência são maiores.

Por isso, ao criar um anúncio, certifique-se de inserir o link de saída para a página exata, ou seja, sobre aquele produto ou serviço. Quanto menos cliques forem necessários, maior será a taxa de conversão.

3. Não considerar o horário dos anúncios

A princípio, você pode imaginar que o ideal é anunciar 7 dias por semana, 24 horas por dia. Para isso, no entanto, é preciso separar uma boa verba. Será que vale a pena?

O melhor a fazer é analisar o comportamento do seu consumidor na internet e mapear os horários em que ele está mais ativo. Assim você evita pagar para que seu anúncio seja mostrado quando não há ninguém interessado nele.

Em outras palavras, você economiza no orçamento, mas sem abrir mão de uma boa taxa de conversão.

4. Escolher palavras-chave de baixa qualidade

As palavras-chave são o coração de uma conta no Google Adwords. Elas são o caminho que guia o cliente até o produto ou serviço oferecido por uma empresa, além de serem um dos principais fatores de ranqueamento.

Nesse sentido, boas palavras-chave são aquelas que se relacionam com o seu nicho e representam exatamente o que está sendo anunciado. O ideal é que elas tenham duas ou mais palavras, descrevendo melhor o produto. Além disso, devem ser compatíveis com as URLs de destino.

5. Não acompanhar as métricas

Uma das maiores vantagens do marketing digital é que tudo pode ser analisado e mensurado — e utilizado na sua estratégia. O acesso a métricas detalhadas de uma campanha fornece informações valiosas para a análise do seu desempenho, como a quantidade de exibições, horários das exibições, taxa de conversão, entre outras.

Todos esses dados ajudam na identificação de falhas e na realização de mudanças que otimizem as campanhas. Justamente por isso, desperdiçá-los é um erro imenso, que pode custar caro no final.

Enfim, cometer erros no Google Adwords é bastante comum, seja por falta de conhecimento ou por desatenção a algum detalhe. Por essa razão, muitas campanhas não trazem os resultados esperados. Quando bem utilizada, por outro lado, essa ferramenta é excelente e pode ser de grande auxílio aos negócios na internet!

Gostou do post? Agora que você já sabe como evitar os principais erros, que tal conhecer as 5 razões para usar o Google Adwords?