Veja 5 motivos para o seu site ter um design responsivo

Você sabe o que é o design responsivo? Com o crescimento da internet móvel e a popularidade dos smartphones, contar com ele se tornou imprescindível para as marcas que querem estar presentes no dia a dia de seus clientes.

Basicamente, trata-se de uma técnica de criação de sites que possibilita a sua adaptação a qualquer tamanho de tela, sem perder as configurações básicas e garantindo ao usuário uma navegação confortável e segura.

Então, se você ainda tem dúvidas quanto à importância do design responsivo, este post foi feito para você! Confira nossa lista dos principais motivos para adotar essa estratégia no seu site:

1. Diminuição da mão de obra com manutenção

Com a diversidade de smartphones e tablets disponíveis, manter um site para cada tamanho de tela se tornou inviável. Imagine o trabalho necessário para realizar uma programação específica para cada tipo de dispositivo móvel!

Por isso, a melhor maneira de manter um site atualizado sem investir tanto tempo e dinheiro é adotar um design responsivo, com configurações que o possibilitem se ajustar a qualquer tamanho de forma automática. Toda a programação e manutenção, nesse caso, será feita em uma única plataforma.

2. Melhora na experiência do usuário

Via de regra, não há como distinguir uma conexão fixa de uma feita por um dispositivo mobile, então, qualquer site pode ser acessado via celular. No entanto, há uma grande diferença de usabilidade entre acessar um site responsivo e um que não esteja desconfigurado para a sua tela.

Um celular não oferece as mesmas oportunidades de interação que a tela de um notebook ou de um desktop, até também por não contar com o mouse. Nesse sentido, pequenas adaptações no site são necessárias — tanto em função do tamanho quanto da destreza. É importante que seja possível navegar usando uma só única mão, por exemplo.

Do contrário, as imagens demoram a carregar, os menus podem ficar inacessíveis, e os textos, ilegíveis de tão minúsculos.

3. Crescimento do acesso via mobile

Segundo o relatório Digital, Social & Mobile 2015, quase 80 milhões de brasileiros têm acesso à internet via dispositivos mobile atualmente, o que representa 39 % da população. E, de 2015 para cá, esse número vem crescendo.

A cada dia aumentam os números de page view via celulares, e caem as visualizações por meio de computadores. Esses números só corroboram a importância de oferecer aos usuários uma experiência mobile de qualidade em seu site.

Inclusive, essa é uma ótima oportunidade para estar acessível ao cliente a qualquer hora e de qualquer lugar, potencializando a sua presença on-line.

4. Aumento da velocidade da página

Por serem mais leves e otimizados para dispositivos móveis, os sites responsivos são carregados mais rapidamente do que suas versões para desktop. E essa velocidade de carregamento é um dos fatores considerados para o ranqueamento para o Google — além de ter um grande impacto na experiência do usuário.

Ao fazer uma busca pelo celular, o usuário busca respostas imediatas. Logo, quando uma página demora a carregar, o mais provável é que ele feche a janela e tente novamente em outro lugar.

5. Redução da taxa de rejeição

Basicamente, a taxa de rejeição mede as vezes em que usuários entraram em seu site, mas, em seguida, fecharam a página, sem qualquer interação. E ela está diretamente ligada à experiência do usuário e à usabilidade do seu site.

A pessoa tende a desistir da navegação ao encontrar dificuldades ou demorar muito a achar o que procura. Assim, quando alto, esse índice pode comprometer o desempenho do site ou blog nos mecanismos de busca. Isso, no entanto, pode ser contornado com o design responsivo, que facilite essa navegação.

Enfim, como vimos até aqui, o design responsivo é a melhor resposta à evolução rápida da tecnologia atual, permitindo que o seu site se adapte a qualquer meio que os usuários usarem para acessá-lo. Ele não é apenas a melhor opção para o presente, mas também para o futuro!

Ao escolher uma empresa para criar o seu site, portanto, não abra mão de uma que lhe ofereça esse serviço — como a Simples, uma modeladora de negócios que atende diferentes demandas de marketing digital.

Então, gostou deste artigo e tem interesse em um site responsivo para o seu negócio? Entre em contato conosco e receba uma análise gratuita!

3 dicas para entender o comportamento do consumidor na internet

comportamento do consumidor simples inovacao

Entender o comportamento do consumidor é importante para analisar quais são as suas atitudes, o que ele pesquisa antes de adquirir determinado produto e o que ele verifica antes de escolher uma marca.

Quando uma empresa compreende e cria estratégias online para atrair e fidelizar o consumidor, satisfazendo as suas necessidades, certamente há o aumento das vendas e lucratividade dos negócios. Por isso, conhecer quem são os consumidores, entender as suas preferências e motivações é fundamental para criar estratégias que vão influenciar na sua decisão de compra.

Pensando nisso, preparamos este material para que você possa entender melhor o comportamento do consumidor na internet e quais ações precisam ser realizadas para cativá-los. Ficou interessado? Então leia as nossas 3 dicas essenciais!

1. Adapte-se às novas tecnologias

O comportamento do consumidor mudou com o passar dos anos. Isso significa que as suas estratégias precisam de constante atualização. É preciso se adaptar às novas tecnologias e investir nelas para o maior alcance do seu público.

Inove na maneira de interagir com as pessoas, por exemplo: poste conteúdo criativo e divertido nas suas redes sociais, em vez de publicar somente textos institucionais e que não são atrativos. Promova o engajamento do seu público, criando:

  • e-books;
  • aplicativos;
  • games;
  • loja virtual;
  • revista online.

2. Faça pesquisa de mercado

Você precisa conhecer quem são os seus consumidores. Mais do que identificar o gênero, classe social, cultura e faixa etária, crie personas para o seu negócio.

Além disso, é essencial pesquisar a concorrência, identificando:

  • o que postam;
  • em quais redes sociais estão presentes;
  • quais são as palavras-chave mais utilizadas;
  • qual é a sua postura no universo online;
  • como tratar os seus consumidores;
  • qual é a forma de interação na web;
  • qual é o seu investimento em marketing digital.

Vale pesquisar também os dados estatísticos, como o Instituto Brasileiro de Opinião Pública e Estatística (IBGE) e Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBOPE).

Somente assim, você saberá como se posicionar no mercado e criar conteúdos e estratégias focadas na qualidade, despertando o interesse dos seus consumidores em conhecer mais sobre o seu negócio e saindo na frente da concorrência.

3. Pesquise as preferências sociais

O advento da internet trouxe diversas ferramentas, entre elas, as mídias sociais. Elas possibilitam a troca de informações e relacionamentos entre amigos, família e parceiros.

Sabendo que a influência de conhecidos tem um papel fundamental no processo de decisão de compra, é muito importante ficar atento a esses fatores para criar estratégias de engajamento e atração de clientes.

As redes sociais permitem que você conheça melhor a sua persona e identifique os seus hábitos de consumo. Sendo assim, compreender o comportamento das pessoas é uma forma de se antecipar às necessidades dos clientes e oferecer um serviço de maior qualidade, deixando-o mais satisfeito.

Entender o comportamento do consumidor na internet é essencial para alavancar as vendas e sair na frente da concorrência. Quando a sua empresa identifica quais são os principais fatores de decisão fica muito mais fácil criar estratégias de engajamento, atração e fidelização.

Gostou do nosso artigo? Então compartilhe este conteúdo nas suas redes sociais e mostre aos seus colaboradores como é possível entender o comportamento do seu consumidor na internet!

3 motivos para você planejar sua estratégia digital agora mesmo!

estrategia digital simples inovacao

Ter um profissional qualificado para auxiliar no planejamento e gerenciamento da sua estratégia digital — que envolve todas as ações de marketing voltadas para atrair e fidelizar clientes no universo on-line — é fundamental para que ela tenha sucesso.

Afinal, tal estratégia é extremamente importante para criar um plano de negócios focado em atingir objetivos na web, pois otimiza os canais on-line para que a sua empresa seja encontrada facilmente e cria ferramentas de engajamento do público.

Você ainda está em dúvidas sobre se deve ou não planejar a sua estratégia digital? Então, continue a leitura e veja 3 motivos para começar agora mesmo!

1. Mais eficácia no marketing de conteúdo

Não basta apenas estar presente no mundo on-line. A sua empresa precisa investir no marketing de conteúdo para criar matérias importantes para a sua persona, de maneira que ela tenha interesse em conhecer mais sobre os seus produtos e serviços, mas de uma maneira totalmente natural.

Por isso, ter um profissional que saiba criar um calendário editorial envolvendo conteúdo para as três etapas do funil de vendas é fundamental para você atrair leads, conduzir a persona na sua jornada de compra e mensurar os resultados das suas estratégias.

Curso Básico: Marketing para Saúde GRÁTIS!

Faça sua inscrição aqui: https://goo.gl/g6hFhg

2. Mais estratégias inteligentes

No universo on-line, são diversas as ferramentas que você pode investir para conquistar mais clientes, tais como:

  • site;
  • blog;
  • e-mail marketing;
  • mídias sociais;
  • landing page;
  • pesquisas on-line.

Dentro delas, há inúmeras possibilidades para trabalhar com cada ferramenta, por exemplo:

  • SEO;
  • links patrocinados;
  • automação de marketing;
  • Facebook Ads;
  • Google Adwords;
  • funil de vendas;
  • Instagram Ads.

Mas como vou saber qual é a melhor estratégia para o meu negócio? Você precisa fazer uma pesquisa de mercado, analisando as suas personas e a concorrência para criar um planejamento de marketing estratégico.

Assim, você identifica quais são as ferramentas mais utilizadas pelo seu público-alvo e investe no seu gerenciamento, criando estratégias de conversão mais inteligentes.

3. Mais resultados concretos

Uma das maiores vantagens de investir em uma estratégia digital é que, seja qual for a ferramenta utilizada, há a possibilidade de fazer a mensuração de resultados.

Para trabalhar com estratégias on-line não há nenhuma receita de bolo: o que funciona com uma empresa, pode não funcionar com a sua. Por isso, ao mensurar os resultados da sua estratégia, é possível verificar o que deu certo, o que deu errado e o que precisa ser aperfeiçoado.

Muito provavelmente você tem uma equipe de marketing que planeja a sua estratégia digital, certo? Contudo, se você contar com uma equipe terceirizada e especializada, pode potencializar os resultados obtidos com a estratégia, alavancando o sucesso do seu negócio mais rapidamente.

Investir em uma estratégia digital é essencial para otimizar o planejamento de marketing do seu negócio. Assim, você tem mais eficácia no marketing de conteúdo, mais estratégias inteligentes e mais resultados concretos.

Com este post, você conferiu 3 motivos para planejar a sua estratégia digital. Quer saber mais sobre esse assunto? Então, entre em contato conosco agora mesmo e saiba como podemos ajudar. Será um prazer trocar uma ideia com você!

Baixe GRÁTIS: Ebook Como Alcançar o Sucesso Digital

Estratégias de Marketing para Profissionais da Saúde

ebook como alcançar o sucesso digital

Baixe AQUI: https://goo.gl/7GTXgV

5 RAZÕES SIMPLES PARA USAR O GOOGLE ADWORDS

5 razoes simples para usar o google adwords

Entenda porque o Google AdWords pode ser um bom investimento digital.

Se você está buscando mais informações sobre os meio de divulgação online, com certeza já deve ter ouvido falar dos anúncios do Google, o Google AdWords, mas talvez você ainda esteja em dúvida se deve ou não usar do mecanismo, para facilitar sua decisão, aqui vão 5 razões simples para usar o Google Adwords.

1. As pessoas estão no Google buscando.

Os dados mostram que 90% das buscas no Brasil são feitas por meio da plataforma norte-americana. Ou seja, seus clientes já estão lá buscando por você.

2. Os filtros e segmentações que são possíveis de se fazer.

O Google se empenha muito em proporcionar dados de qualidade, sendo assim, o AdWords é repleto de possibilidades de filtros e segmentações que permitem que o anúncio seja exibido para quem realmente tem interesse no seu produto e não de forma aleatória e que faça desperdiçar dinheiro.

3. Não existir valor mínimo de investimento.

Não pense que você precisa ter uma empresa grande para começar a investir no Google AdWords, pelo contrário, não existe tamanho mínimo de empresa – assim como não existe máximo. Todos podem ter seu espaço para anunciar no Google e podem ter bons retornos disso.

4. Retorno mensurável.

Como todo investimento online, os investimentos no AdWords são mensuráveis. Você pode acompanhar em tempo real as interações que o público está tendo com seus anúncios, com seu site e até mesmo as vendas que estão sendo geradas por conta da plataforma. Aqui não existe mágica, existem dados e fatos.

5. Flexibilidade.

Vejo esse como um dos pontos mais interessantes dos investimentos no Google frente aos investimentos em mídias mais tradicionais. Nos investimentos em mídia online você não precisa ficar preso a uma janela de tempo ou a um tipo de anúncio. Em outras palavras, quando você cria uma propaganda para televisão, faz um anúncio no jornal impresso, compra uma impressão no caderno de bairro, compra anúncio em busdoor e outdoor, você fica amarrado com aquele anúncio durante uma janela de tempo que o meio escolhido te propõe. Por outro lado, os anúncios digitais são mais ágeis e flexíveis, não te deixando limitado a nada. Hoje você pode fazer um anúncio, amanhã pode testar outro. A liberdade é total para o cliente determinar o tempo de suas campanhas.

 

Algum motivo que considera importante e não foi falado? Fique à vontade para acrescentar!

Espero ter ajudado e clareado as ideias para quem ainda estava em dúvida se esse era um bom tipo de investimento em mídia.

conheca-portal-do-ecommerce

Preço ou Qualidade? Estratégia!

A grande questão: Preço ou Qualidade? Ser ou não ser? O que escolher? Por quê escolher?

Em tempos de crise, na necessidade ou no desejo de reduzir seu preço para não espantar o cliente, muitas empresas acabam deixando de incluir em seus pacotes de serviço ou em seus grupos de trabalho, ferramentas, soluções e até profissionais específicos e melhor qualificados. Em alguns casos as empresas conseguem realizar as tarefas, porém, é possível que não tenham entregue o melhor que poderiam.

Não estou falando de perfeccionismo, de forma alguma. Já é de conhecimento comum que é melhor um plano executável e melhor ainda executado do que uma ideia perfeita sem ação alguma.

O ponto abordado é a qualidade dos produtos e serviços, será que ao tentar baratear sua oferta, você também não está tornando o resultado que ela oferece menos eficaz ou, até mesmo, menos atraente?

A solução: estratégia, estratégia e estratégia

Qual poderia ser então a saída? O que escolher: preço ou qualidade? Resposta: ESTRATÉGIA! A resposta é rápida de ser dada, mas alcançá-la já não é algo tão direto. Para chegar a essa resposta a pergunta correta não deveria ser escolher entre as duas opções acima, mas sim questionar: o que vale mais para o meu cliente? Caso ainda não saiba quem é seu cliente, seria bom começar por: quem são os buyer personas da minha empresa?

Após identificar quem é o seu cliente, quais são as necessidades dele, o que ele valoriza e o que ele não dá muita importância, você poderá começar a definir qual estratégia seguir: incluir mais atributos e tornar o produto mais robusto e caro ou focar no essencial e oferecer algo mais acessível. É importante lembrar que ambas são boas estratégias para ganhar dinheiro, basta saber aplicar cada uma de acordo com suas especificidades.

Atenção! Muita atenção! Analise o verdadeiro cliente.

Cuidado! Ao analisar o que é importante para o seu cliente, de fato analise o cliente! O mais comum é que as empresas criem o cliente fictício e atribuam a ele pontos que a empresa acredita que os reais clientes valorizam, porém muitas vezes podem ser diferentes dos que na prática existem. Se a sua intenção é descobrir as necessidades dos seus clientes o melhor caminho, o mais rápido e com certeza o mais assertivo é perguntar para eles! Quem poderia dizer melhor do que você o que é melhor pra você mesmo? Quem poderia entender as dificuldades do dia-a-dia do seu cliente, melhor do que ele mesmo?

Vale analisar as características do seu negócio, é um serviço ou um produto? Para produzir seu produto ou para prestar seu serviço, é necessário muito trabalho humano ou é possível automatizar alguma etapa? Não é possível dizer aqui uma resposta que vai se encaixar para todas as empresas. É preciso avaliar cada caso e então chegar a uma conclusão mais completa para cada situação. Os diferentes negócios possuem diferentes demandas e especificidades.

Sempre que você ou sua empresa estiverem em um ponto de grande dúvida, não seja orgulhoso. Busque materiais de auxílio, busque informações, estudos e profissionais capacitados para sanar suas dúvidas e auxiliar no crescimento da empresa. É muito melhor ter sua empresa crescendo e prosperando, do que ficar amarrado em orgulhos bobos e que não te fazem crescer.

MOBILE FIRST: A NOVA ESTRATÉGIA PARA CRIAÇÃO DE SITES

mobile first a nova estratégia para criar sites

Mobile First: Nova tendência para criação de sites

 

Se você deseja criar um site, é bom que fique por dentro das novas estratégias para desenvolvimento. Criar um website não é mais algo tão difícil, porém, a criação de um site que seja de qualidade, atrativo e que envolva o cliente, está cada vez mais difícil. E a tendência é exatamente essa.

 

Com as atuais ferramentas para criar sites como WordPress, Wix, Blogger e outras, desenvolver o próprio site não é mais um bicho de sete cabeças. Pelo contrário, o processo é até bem fácil. Porém, com a aceleração do nosso dia-a-dia, o bombardeio de informações, notificações no celular, amigos no Whatsapp, colegas de trabalho de Skype e ainda o Facebook, é difícil qualquer um se focar em algo. E pensar que tudo isso está na palma da sua mão. Sim, é bem provável que esteja na palma da sua agora mesmo. Afinal de contas, não passamos mais o dia com o celular, como se ele fosse algo externo e nos fizesse companhia. Nós somos ele! Até mesmo o modelo de celular que você possui pode dizer muito sobre você.

 

Tempo no celular por dia supera 80 minutos, diz Ibope de 2013

A vida está na palma da sua mão. Essa frase não poderia ser mais cotidiana e verdadeira. Relacionamento com amigos e família; diversão para horas vagas; auxílio para fugir do trânsito; organização da agenda pessoal e do trabalho; milhares de serviços: tudo isso em algo que cabe no seu bolso – e que acaba a bateria rápido também.

Um estudo do Ibope de 2013, mostra que os brasileiros passavam em média 84 minutos por dia usando um smartphone, com certeza esse número cresce a cada dia. Em um dia isso seria 5,3% do dia, em 10 anos isso seria totalizaria 306.600 minutos investidos nos aparelhos móveis. A febre é tamanha que as pessoas podem até esquecer datas importantes, de casamento, de namoro e outros aniversários, mas nunca, jamais, em hipótese alguma, podem sair de casa sem seu novo amigo do homem.

Pois é, antigamente você comprava um cachorro caso quisesse companhia, agora seu amigo de estimação está 24 horas, 7 dias por semana com você, e ainda te chama pelo nome se você quiser. Ah.. e não precisa nem levar para passear e nem limpar… você sabe o que. Pobres cachorrinhos, por essa eles não podiam esperar.

 

Acesso à internet no celular supera Desktop, diz estudo do IBGE de 2014

O IBGE divulgou um estudo que mostra o acesso à internet nos domicílios do Brasil. Esse estudo faz parte da PNAD – Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios – e aponta que o acesso à internet via mobile já supera o acesso via PC nos lares brasileiros. Em 2013, 88% dos domicílios com internet acessavam via desktop, em 2014 esse número caiu para 76%. Por outro lado, em 2013, 53% do acesso era feito via celular, em 2014 esse número saltou para 80% do acesso.

 

Como estar presente onde todos os seus clientes estão

Bom, o sonho de toda empresa é estar sempre presente para seus clientes quando eles precisam de seus produtos e serviços. O próprio Google fez um excelente estudo sobre isso e chama essa etapa de BE THERE – ESTEJA LÁ ou ESTEJA PRESENTE, em tradução livre.

Agora, qual o melhor lugar para estar senão o local onde todos os seus clientes estão? Nem precisa de um investimento gigantesco em pesquisa para saber que esse lugar é o mobile!

 

A estratégia Mobile First

Se a empresa deseja ter uma boa imagem frente aos seus clientes, e já constatou que o lugar onde todos estão é o celular, então deve iniciar sua estratégia digital pelo pequeno aparelho, ou seja, Mobile First – celular primeiro, em tradução livre

Iniciar a estratégia pelo Mobile First significa pensar primeiro nas demandas, características e necessidades que esse dispositivo possui. Por exemplo, muitos gostam de fazer sites bem bonitos, vistosos, cheios de detalhes e imagens gigantes. Com certeza isso fica lindo, mas tente acessar esses mesmos sites pelo celular, como eles se mostram? Melhor ainda, tente carregar esses sites usando 3G, o que acontece? Talvez sua experiência não seja muito boa. Aliás, muito provável que não seja, tendo em vista que apenas 30% dos sites brasileiros estão prontos para serem exibidos com qualidade no mobile.

 

 

Entenda as necessidades do mobile

Uma estratégia digital que contemple o celular precisa entender as suas necessidades. Em geral as telas não são muito grandes, então não use tamanhos de letras que demandem uma lupa ou um microscópio para serem lidas. Tenha uma certeza: seu concorrente está a 1 clique de distância! Então, se um potencial cliente já chegou ao seu site, não perca a visita dele por ele não conseguir ler os textos devido a letras muito pequenas.

Outra dica, no Brasil temos uma qualidade de internet ainda em desenvolvimento e isso se agrava nos acessos via 3G. Mas é claro que isso não é novidade para ninguém, afinal de contas, você já deve ter sofrido para ver ou responder mensagens no Whatsapp por causa de sinal fraco. Pois bem, se você já passou por isso, seus clientes também vão passar. Logo, não use de imagens muito pesadas no seu site, elas demoram muito para carregar, fazem seu cliente perder a paciência em ficar esperando para ver seu conteúdo e fazem com que ele busque seu concorrente que possui um site mais leve.

Espero ter ajudado passando algumas informações, dicas e dados sobre o mercado. Mas se você ficou com alguma dúvida, estou à disposição para lhe ajudar! Se quer acrescentar algo, fique à vontade! E se gostou do texto, ficarei feliz se você curtir, comentar ou compartilhar com sua rede, afinal de contas, se foi útil para você, também pode ser útil para eles.

O que é Google AdWords?

o que é Google AdWords
  • O que é Google AdWords

Google AdWords é a plataforma para realizar anúncios com base nas buscas feitas no Google. De acordo com o que é buscado, diferentes propagandas aparecem.
[mk_padding_divider size=”10″]
Por exemplo, se alguém procura por: Médicos na Zona Sul. Os anunciantes que selecionaram essas palavras terão seus anúncios exibidos.
[mk_padding_divider size=”10″]
Logo, se alguém procurar por: Dentistas em São Paulo, e o anunciante escolher apenas Rio de Janeiro, seus anúncios não serão exibidos.
[mk_padding_divider size=”10″]
busca google
  • Com funciona o Google AdWords

Conforme explicado acima, a base para exibir os anúncios são as palavras usadas nas buscas.
[mk_padding_divider size=”10″]
A cada busca feita o robô do Google realiza um leilão entre os negócios que selecionaram aquelas palavras. É um processo automático que acontece em milésimos de segundo.
[mk_padding_divider size=”10″]
busca google adwords anuncio
[mk_padding_divider size=”10″]
O leilão leva em conta diversos aspectos. Entre eles:
  • Qualidade do anúncio a ser exibido;
  • Qualidade da página de destino que o anúncio leva;
  • Se o site que o anúncio indica é compatível com celulares;
  • Porcentagem de quantas vezes esse anúncio foi exibido e quantas foi clicado.
[mk_padding_divider size=”10″]
Com essa análise feita será definido quais campanhas serão exibidas e em que ordem. Anúncios melhor avaliados receberão prioridade para exibição.
[mk_padding_divider size=”10″]
Essa avaliação também influencia no valor a ser pago caso o cliente clique no anúncio. Esse custo é chamado de CPC.
[mk_padding_divider size=”10″]
  • Como é cobrado e como funciona o CPC no Google AdWords

[mk_padding_divider size=”10″]
A forma de cobrança das campanhas no Google AdWords é o CPC – Custo Por Clique. A cada leilão um valor de CPC será definido.
[mk_padding_divider size=”10″]
O anunciante pagará apenas quando seus anúncios forem clicados pelas pessoas que buscaram. Caso sua campanha seja exibida, mas o cliente opte por clicar no concorrente, você não será cobrado. Entretanto, se suas campanhas são exibidas diversas vezes e os clientes optam sempre pelos concorrentes, o Google entenderá que seus anúncios não são atrativos. Isso irá gerar avaliações de qualidade mais baixas em suas campanhas.
[mk_padding_divider size=”10″]
  • Porque usar o Google AdWords e suas vantagens

[mk_padding_divider size=”10″]
O primeiro e mais importante ponto a ser avaliado é que: não importa se você está ou não anunciando no Google, os clientes estão lá buscando. Isso é óbvio! Você também está lá buscando para comprar e contratar serviços. O Google é disparado o maior e mais utilizado buscador da internet. Todos os clientes de todos os nichos estão lá procurando respostas, informações, avaliações sobre produtos e serviços e, é claro, estão lá buscando aquilo que você vende. Caso você não esteja lá, fique tranquilo, seus concorrentes estarão.
[mk_padding_divider size=”10″]
Outra grande vantagem é a segmentação com foco. É possível criar anúncios e campanhas direcionados para o seu público. Por exemplo, se você é médico e realiza atendimentos no bairro da Barra da Tijuca, suas propagandas podem ser direcionadas apenas para essa região.
[mk_padding_divider size=”20″]
Converse com um consultor para aplicar essa Estratégia Digital em seu negócio! É só clicar aqui!

Estratégia com propósito

No momento de empreender muitos pensam no que desejam criar ou como criar determinado projeto. Um passo importante no empreendedorismo é entender como criar uma empresa que possui um propósito.

 

Uma organização sem propósito é o mesmo que um pulmão sem oxigênio: não tem fôlego. Se não existir uma razão pela qual vale a pena lutar, no primeiro mergulho em apneia, ou seja, na primeira dificuldade encontrada, a empresa se desespera. Enquanto aquelas que estão certas do seu porquê existencial, passam também por crises, mas elas possuem um norte para onde seguir. Sendo assim, as decisões são tomadas de forma mais fácil, mais orgânica.

 

As pessoas vivem propósitos. Sejam eles bons ou ruins, dignos ou não, mas é isso que baseia as vidas humanas e dão sentido. Como poderia ser diferente para os organismos organizacionais, posto que, são formados por pessoas?

 

Gandhi diante de toda adversidade foi firme em suas decisões e liderou um grande movimento. Como teria feito isso se não estivesse alinhado a um propósito maior? Quem o seguiria se seu propósito fosse engrandecer o próprio nome?

 

Agora, por que as pessoas devem então se relacionar com empresas que só querem lucro? Quem gosta de se relacionar com empresas/pessoas que só pensam no próprio bem-estar? Se as empresas desejam ser de fato relevantes, é vital que elas tenham e vivam claramente seu propósito, afinal, de nada vale só falar.

 

Após a empresa identificar qual é o seu propósito, qual a sua razão de existir, o desenvolvimento da estratégia deverá seguir a mesma linha e a estratégia será o caminho para atingir esse propósito.

 

Simplificando, se o propósito da Disney é encantar pessoas, a sua estratégia será tornar cada detalhe de seus parques temáticos algo incrível, para que seus visitantes sejam envolvidos em um ambiente mágico e passem a acreditar também no que a empresa defende “Where Dreams Come True” – “Onde Sonhos Se Tornam Realidade”.

 

Do mesmo modo, se sua empresa encontra que o propósito dela é reduzir o tempo que as pessoas gastam com no trânsito, a sua estratégia seria desenvolver um app que mostre o caminho que está mais livre para chegar de um ponto a outro. Foi isso que o Waze fez.

 

Ou sua empresa pode perceber que as pessoas estão gastando muito dinheiro para ter seus próprios carros, IPVA, combustível, estacionamento, manutenção. E mais, ela pode notar que as alternativas a questão de ter o próprio carro não são plenamente satisfatórias. Tendo em vista que o transporte público não é de qualidade e que muitos táxis não tratam bem seus passageiros. Logo, a solução que sua empresa pode oferecer seria o Uber.

 

A identificação do propósito está totalmente ligada a identificação de qual problema a empresa deseja resolver, como ela quer ser útil para seus clientes. A estratégia com propósito servirá para direcionar o como ela tornará sua oferta de valor, sua criação de valor e sua captação de valor uma realidade.

Redes sociais como forma de fortalecer sua loja virtual

ENTENDA COMO REDES SOCIAIS PODEM AJUDAR SUA LOJA VIRTUAL.

Brasileiros são conhecidos por serem um povo que recebe bem os visitantes e são sempre bem relacionados. Diante disso as redes sociais na terra tupiniquim não poderia ter uma aparência diferente. Mas e como isso pode ajudar sua loja virtual?

Os brasileiros são apaixonados pelas redes online e gastam 650 horas por mês (Fonte: Digital Fute Focus 2015).

Desde de os primórdios

Toda essa força nas redes sociais não é novidade, desde a época do falecido Orkut – que a internet o tenha- já éramos conhecidos por termos o maior número de usuários cadastrados e por representarmos um engajamento enorme.

Usando a rede a seu favor.

Se você já tem conhecimento dessas informações, você já deve ter percebido que essa é uma ótima oportunidade de contato com seu clientes atuais e potenciais.

Entende também porque é importante SER AMIGO DO SEU CLIENTE ANTES DELE SER SEU CLIENTE.

O Facebook, Instagram e outras plataformas permitem que você se relacione com o público de forma dinâmica e que atenda às necessidades de ambas as partes. A empresa consegue ter clareza para comunicar seus benefícios e os clientes podem ter rápido atendimento para tirar suas eventuais dúvidas.

Em 2015 os brasileiros interagiram 2,9 bilhões de vezes com conteúdo postado por empresas no Facebook, Instagram e Twitter. (Fonte: comScore). Ou seja, o público responde sim as interações e se envolve com as empresas.

Divulgação de produtos

E é claro: divulgação de produtos. Esse é um ótimo motivo para você desenvolver uma rede social para sua loja virtual. Afinal de contas, se você vende produtos online, nada melhor do que se relacionar com o público e ofertar diretamente online.

As plataformas sociais oferecem ótimos filtros que permitem você direcionar cada tipo de anúncio para cada tipo de público. Essas ferramentas permitem se comunicar com o público certo e no momento adequado.

Além das formas de investimento em redes sociais, conheça também 5 razões simples para investir no Google AdWords.

 

conheca-portal-do-ecommerce

Desenvolvo uma estratégia sozinho ou contrato uma empresa?

DESENVOLVO UMA ESTRATÉGIA SOZINHO OU CONTRATO UMA EMPRESA PARA ME AUXILIAR?

Está começando a desenvolver sua estratégia e tem tido dúvidas se deve contratar um profissional para auxilia-lo ou se deve seguir sozinho? Pois bem, aqui vão algumas dicas para te ajudar nesse tomada de decisão.

1. Você conhece plenamente o mercado no qual está entrando?

O primeiro ponto é avaliar quais são e como são seus conhecimentos a respeito do mercado no qual você deseja se inserir. Se você ainda não possui grandes conhecimentos nessa área, é bem provável que contratar um profissional que já tenha conhecimento a respeito do assunto vá te poupar um bom tempo e, consequentemente, um bom dinheiro que você gastaria errando e aprendendo coisas básicas desse setor.

2. Você já empreendeu um negócio antes?

O segundo ponto é avaliar o seu perfil, qual a sua experiência? Você já teve uma empresa própria? Ou sempre teve carteira assinada e agora deseja criar o próprio negócio?
Tenha certeza: existem diferenças maiores que um abismo em relação às duas formas de trabalho. Se você ainda está se adaptando a vida de empreendedor, um profissional como um coaching poderá te auxiliar nessa transição pessoal. Assim como um profissional para desenvolver sua estratégia de negócio poderá ser muito útil para que seu negócio tenha uma estruturação e desenvolvimento consistentes.
conheca-portal-do-ecommerce